quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Mulheres reivindicam mais participação nas decisões do Mercosul

Giselly Glads
Enviada especial

Santa Maria (Rio Grande do Sul) - As mulheres presentes ao 1º Encontro de Cidades do Mercosul pretendem cobrar uma maior participação do sexo feminino nas decisões políticas e econômicas do bloco.

"Nossa intenção é dialogar com prefeitos, câmaras municipais e com a sociedade civil para colocar a questão de gênero na pauta do dia-a-dia da sociedade e dos governos", diz a presidente do Fórum de Mulheres do Mercosul, Emília Fernandes.

O encontro começou ontem (26) e se estende até o dia 30. Mais de 3 mil pessoas devem participar do evento, que reunirá 62palestrantes.

Segundo o secretário-geral e diretor executivo da Associação Brasileira de
Municípios (ABM), José Carlos Rassier, um dos desafios é aproximar os cidadãos de pequenas comunidades das discussões políticas e econômicas do Mercosul.

"Vamos propor que os governos locais tenham uma participação especial no bloco, porque temos que garantir políticas que considerem os desiguais desigualmente. É preciso, no processo de integração, reconhecer as assimetrias".

Na sexta-feira, será elaborada a Carta das Cidades do Mercosul, que conterá propostas a serem encaminhadas aos presidentes dos países do bloco durante a Cúpula do Mercosul, prevista para 2008.

Posteriormente, o documento será revisado por um conselho formado por representantes da sociedade civil.


http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2007/11/27/materia.2007-11-27.5066331724/view

Nenhum comentário: